IBGE finalizou esta semana o Censo Agropecuário em nosso município

 

Assim como aconteceu em todo o país, durante os últimos cinco meses, a população moradora na zona rural do nosso município recebeu a visita do Censo Agropecuário 2017, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O objetivo é levantar informações detalhadas sobre tudo o que envolve a agropecuária no município.

Reunidos com o prefeito Norair Cassiano da Silveira, nesta terça-feira, 27, estiveram o Chefe da Unidade Estadual do IBGE, Francisco Garrido Barcia e os responsável pela unidade do IBGE em Monte Aprazível, Enive Violim e José Moreira Gomes. Também participaram da reunião o Secretário da Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente de Tanabi, Orlando Escribone Neto e o Engenheiro Agrícola responsável pela Casa da Lavoura de Tanabi, Dionísio Ferreira Santos.

Francisco Garrido agradeceu a colaboração do Prefeito e o empenho do Secretário Orlando Escribone. “Não poderia deixar de trazer ao Prefeito e ao Secretário o nosso reconhecimento e gratidão pelo relevante trabalho prestado a nossa equipe de colaboradores. Assim como em outras campanhas censitárias, o IBGE recebeu todo o apoio necessário para a realização deste Censo Agropecuário. Estamos finalizando este trabalho e já nos preparando para o próximo que será o Censo Demográfico de 2020”, disse.

Indicado pelo prefeito Norair, por ter grande conhecimento da zona rural do município, Orlando Escribone colaborou nas pesquisas de campo do IBGE. “Fiquei muito feliz em ter ajudado os colaboradores do IBGE. Nosso município é muito grande e hoje se tem muita cana plantada. Há uma grande dificuldade em se localizar as propriedades. Conheço bem a zona rural de Tanabi e pude orientar os técnicos para que pudessem desempenhar seu trabalho”, disse Orlando.

Os resultados preliminares serão divulgados entre março e abril de 2018. As informações fornecidas serão fundamentais para um diagnóstico correto da situação da agropecuária no País.

No questionário elaborado pelo IBGE foram feitas perguntas como o tipo de produção, as condições de plantio, infraestrutura e mão-de-obra empregada.

As informações prestadas pelo produtor são sigilosas.

 

Comunicação - Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente

 

Palavras-chave

Comentários